A FENATIBREF no ano de 2018 deseja um bom ano para todos. Aos trabalhadores representados, instituições, parceiros e a toda Rede que atua na defesa dos direitos trabalhistas  um ano repleto de  realizações.

A FENATIBREF afirma que continuará a mediar a relação Capital/Trabalho, relação esta, historicamente desafiante, complexa em perspectiva de uma atuação que concebe, compreende o trabalhador nas suas múltiplas relações, o  que envolve direitos trabalhistas, bem como  a promoção, o desenvolvimento  visando melhor qualidade da vida do trabalhador  na suas múltiplas relações sociais.

DEFESA / PROTEÇÃO DOS DIREITOS TRABALHISTAS  

Atuação constante, atualização  de conteúdos do mundo do trabalho. Em 2017 foi aprovada a REFORMA TRABALHISTA, mesmo diante de tanta luta, mobilização contrária de diversos segmentos guardiões da CLT. Trata-se da, maior violação dos direitos trabalhistas legitimadas pelo nossos representantes no âmbito Legislativo. Eliminação  de postos de trabalho, precarização  e retrocesso são  alguns desdobramentos  advindos da Reforma.  A luta continua,  muitos aspectos ainda   a discernir. A FENATIBREF continua vigilante, atuante frente as mudanças.  A CONVENÇÃO COLETIVA  CCT/2018 já está em processo de registrado no Ministério do Trabalho e em breve será publicada no nosso site. Aos  trabalhadores representados  disponibilizamos  assessoria jurídica para quaisquer dúvidas e esclarecimentos.

BENEFÍCIOS

Com o objetivo de cuidar dos trabalhadores  disponibilizamos uma gama de benefícios no campo da saúde, educação, lazer, seguro de vida, dentre outros. Assim firmou várias parcerias para a execução com vistas a propiciar ao trabalhador e sua  família melhor qualidade de vida. O efeito é uma ação do trabalhador no local de trabalho com mais qualidade.

ARTICULAÇÃO

No seu Planejamento, a FENATIBREF  tem a articulação como uma dimensão estratégica de atuação na defesa dos direitos trabalhistas.  Atua de forma  contínua, permanente em diversos espaços da formulação e implementação das políticas públicas como  fóruns, conselhos  da criança e do adolescente, idoso e outros  nas três esferas do governo. As entidades onde estão os representados atuam na área social seja na defesa e garantia de direitos, execução dos serviços e assessoramento. Faz-se necessário acompanhar todo o movimento frente as normativas, legislações e orçamentos referentes às políticas públicas que impactam nas entidades, e consequentemente  aos trabalhadores e  público atendido. 

Atua também nos espaços governamentais e não governamentais que regem o mundo do trabalho com o objetivo  de acompanhar, colaborar, apoiando mudanças positivas ou se opondo quando da violação aos diretos trabalhistas. 

Um bom ano a todos!!!!   

A diretoria